APP Cemig Atende

Baixe na App Store

Baixe na Play Store

Clique aqui Clique aqui

Cemig investe R$ 40 milhões em eficiência energética para o sistema de saúde

.Programa Energia Inteligente da Cemig beneficiará 80 hospitais públicos e filantrópicos, com investimento de R$40 milhões nos próximos dois anos.

O Programa Energia Inteligente da Cemig está investindo R$ 40 milhões em iniciativas de eficiência energética que devem beneficiar, nos próximos dois anos, 80 hospitais públicos e filantrópicos de Minas Gerais. As ações compreendem a substituição de lâmpadas, focos cirúrgicos e equipamentos de lavanderia e higiene ineficientes e a instalação de usinas de geração fotovoltaicas. O principal objetivo é contribuir para que as instituições tenham faturas de energia mais econômicas, podendo, dessa forma, aplicar os recursos economizados em melhorias no atendimento do público.

A Santa Casa de Belo Horizonte, instituição filantrópica que recebe 15 mil pessoas diariamente, é uma das instituições contempladas e, desde agosto, conta com 10 mil novas lâmpadas de LED. “A diferença é visível. Não temos mais aquele aspecto amarelado, (a substituição) deu mais vida ao hospital. Estamos todos admirados com a qualidade da iluminação”, comentou o engenheiro eletricista da Santa Casa, Adriano Herbert da Silva.

Segundo o diretor de Comunicação e Relações Institucionais da Cemig, Thiago Azevedo Camargo, as ações visam identificar oportunidades de melhorias nos equipamentos e nos processos hospitalares, introduzindo as melhores práticas em economia de energia e promovendo o uso consciente. “Adequando os equipamentos ao ambiente hospitalar, proporcionamos mais qualidade ao trabalho dos profissionais de saúde, além de conforto e segurança para os pacientes”, afirma Camargo.

Melhorias em diversas áreas hospitalares

Com esse propósito, além da substituição de lâmpadas, o Programa fará a substituição de secadoras de roupas hospitalares por máquinas rotativas, com controle de tempo e temperatura automático, com comando automático e digital de tempo e temperatura regulável. As novas secadoras proporcionarão ainda economia de reposição de materiais, pois evitam o superaquecimento dos tecidos.

Os focos cirúrgicos, equipamentos de iluminação utilizados em procedimentos médicos complexos, também serão substituídos. Além dos ganhos com a iluminação do bloco cirúrgico, decorrentes da tecnologia LED, os novos focos contam com uma câmera de vídeo integrada e tela de alta definição que devem auxiliar os profissionais da saúde.

Alguns hospitais receberão novas autoclaves – utilizadas na esterilização de materiais – e com a geração própria de energia, por meio da implantação de sistemas de energia solar fotovoltaica, será reduzida diretamente a fatura de energia das unidades hospitalares beneficiadas.

Será aplicada, ainda, a gestão energética nas unidades atendidas por meio do estabelecimento de metas, objetivos e estratégias para a redução do consumo e do planejamento do uso eficiente de energia elétrica na administração universitária.